Cabo Frio sofre queda de mais de 28 milhões provocada pela pandemia

A pandemia provocada pelo COVID 19, e as consequências oriundas da paralisação das atividades econômicas, no município, Estado e País, provocaram uma devastadora redução da arrecadação do município de Cabo Frio.

A Secretaria de Fazenda elaborou um relatório conforme demonstrativo abaixo:

Repasses constitucionais recebidos via Banco do Brasil (FUNDEB, Royalties, Super Simples, FUS, FPM, Salário Educação, ITR, entre outros.

Valores líquidos (deduzidos os descontos), no período de 1 a 24:

– Março – R$ 23,969 milhões

– Abril –    R$ 17,684 milhões  (queda R$ 6,285 milhões)

– Maio –   R$ 13,945 milhões  (queda R$ 10,240 milhões)

       Queda acumulada no período de abril/maio de R$ 16,525 milhões

Quedas nas principais transferências:

ICMS (Estado)                    Março – R$ 9,534 milhões

                                               Abril –     R$ 6,821 milhões   

Royalties                              Março – R$ 13,251 milhões

                                               Abril –    R$ 9,944 milhões     

                                                Maio –    R$ 7,365 milhões

Fundeb                                 Março – R$ 11,494 milhões

                                               Abril –    R$ 9,025 milhões   

SSNA                                    Março – R$ 599 mil

                                               Abril – R$ 162 mil                 

Perda média das receitas próprias (ITBI – ISS – IPTU – Taxas) 50%

Tal quadro demonstra uma situação muito grave, exigindo de todos um esforço denodado para que a cidade passe por essa “tempestade”.

Urge o auxílio da área estadual e federal para que não só Cabo Frio, mas a maioria dos demais municípios do estado do Rio de Janeiro, que sofrem com o impacto do Covid 19, possam se reestabelecer o quanto antes.

empresa cadastrada com sucesso!

Cadastro atualizado com sucesso

Cadastro realizado com sucesso