Outubro Rosa: Fazenda promove palestra para funcionárias

A Secretaria de Fazenda de Cabo Frio apoia a iniciativa do diagnóstico precoce e para discutir a importância da prevenção ao câncer, promoveu uma palestra sobre a conscientização para as mulheres da secretaria e convidadas, na Igreja Metodista, no Centro.

O médico, Dr. José Roberto Rocha, abordou os aspectos da doença, da prevenção, do tratamento e da alimentação e atividades físicas, destacando que a doença tem grandes chances de cura quando diagnosticada precocemente.

“O autoexame, assim como a consulta regular ao especialista aumentam as chances de preservação da mama. As mulheres devem ficar atentas aos fatores de risco, como início precoce ou término tardio da menstruação, bem como a questão hormonal, hábitos alimentares, prática ou não de atividades físicas, entre outros. Este é um tipo de câncer que não dói, só na fase tardia, de metástase. E cada mulher é diferente da outra, então, é necessário fazer o autoexame e procurar o médico com regularidade”, reforçou.

Embora outubro concentre a maior parte das ações, o médico recomenda que as atividades sejam continuadas ao longo do ano e que as mulheres estejam atentas aos sinais e sintomas do câncer de mama todos os meses, reforçando três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária (como reduzir o risco de câncer de mama), diagnóstico precoce (sinais e sintomas da doença e incentivo a mulher a observar o próprio corpo) e mamografia (para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento [exame de rotina], a cada dois anos). 

Dr. José Roberto também explicou que o câncer de mama pode acontecer em homens, mas que a incidência é muito maior em mulheres com mais de 50 anos. Apesar de mais raros, os casos registrados em pacientes mais jovens costumam ser mais agressivos.

“É por isso que existe uma importância tão grande em fazer o diagnóstico sempre o mais precoce possível, isso traz uma vantagem muito importante na condução no caso. Quanto antes tratar, maiores são as chances de cura. Quando se fala em qualquer câncer nós temos que pensar em quatro etapas: a primeira é fazer o diagnóstico e para isso precisa retirar um pedaço para ser examinado. Depois, precisa estadiar o tumor, usar métodos clínicos para medir a extensão desse câncer, se evoluiu ou se deu metástase. Feito essa fase, vai planejar o tratamento para que, enfim, ele possa ser iniciado”, detalhou o médico.

Sendo assim, não é possível traçar os procedimentos que serão realizados em uma paciente de câncer de mama de uma maneira generalizada. Passadas todas essas etapas os profissionais definem, por exemplo, se a quimioterapia será realizada antes ou após a cirurgia de remoção do tumor ou também se a radioterapia fará parte do tratamento. Tudo é, então, definido por meio de estudos clínicos.

“O sintoma precoce de um câncer de mama costuma ser o aumento de volume no tecido do corpo, por isso indicamos o autoexame, porque ninguém conhece o corpo da mulher melhor do que ela mesma. Mas, não pode ser só isso, porque muitas vezes essa mudança não é nada, pode ser uma inflamação ou outra coisa. Então, é preciso procurar um médico e fazer os exames de mamografia e papanicolau, visando sempre o diagnóstico precoce”, ressaltou Dr. José Roberto.

De acordo com o secretário de Fazenda, Clésio Guimarães, a proposta é dar prosseguimento também à mobilização do Novembro Azul, que acontece no mês de novembro e que trata da promoção da Saúde do Homem.

empresa cadastrada com sucesso!

Cadastro atualizado com sucesso

Cadastro realizado com sucesso