Notícias

Secretaria de Fazenda de Cabo Frio estimula abertura de empresas na cidade

Geral

Secretaria de Fazenda de Cabo Frio estimula abertura de empresas na cidade

Graças ao sistema de alvará digital – recentemente implantado na secretaria de Fazenda de Cabo Frio – os empresários do município podem emitir a licença em até 72 horas pela internet, sem intermediários. Este procedimento desburocratiza e agiliza a abertura de empresas, que podem emitir o alvará de funcionamento na hora. Desde maio, mês de implantação do sistema, foram emitidos 85 alvarás digitais.
Para ter acesso ao serviço, basta que a empresa apresente todos os documentos na Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja) e, desta forma, o órgão redireciona o cadastro para o Sistema de Registro Integrado (REGIN), que é o sistema que gerencia a emissão dos alvarás. De acordo com o Fiscal Fazendário da secretaria de Fazenda de Cabo Frio, Antônio Carlos Saraiva Gomes, isso facilita a vida do empresário que quer investir na cidade.
“Este sistema proporciona eficiência, comodidade e rapidez na liberação da inscrição e alvará. Para o município é uma excelente ferramenta para a fiscalização das empresas que estão na informalidade”.
O procedimento é fácil e o interessado, que ainda não tem CNPJ e nem contrato social, providencia a viabilidade do negócio, dá entrada do processo na Junta Comercial e acompanha o mesmo on line. Na prática funciona assim: o contribuinte ou o contador faz uma pergunta ao sistema sobre a viabilidade do negócio, se o tipo de empreendimento pode ser instalado naquela rua ou bairro. A resposta é dada pelo setor de Planejamento, conforme a Lei do Zoneamento de Cabo Frio.
“O contribuinte vai usar o REGIN para informação. Após o deferimento, se ele decidir abrir a empresa, vai a Jucerja para dar entrada e aparece aqui pra gente da Fazenda e para as outras secretarias, como por exemplo, o Planejamento, a Vigilância Sanitária, a Postura, o Meio Ambiente e o Turismo, que também precisam acessar o sistema para a liberação do processo”, explicou Elisângela Ramalho Pereira, assessora fazendária.
Cabe ressaltar que este novo sistema vale apenas para atividades que não impliquem em riscos para o meio ambiente, periculosidade ou que não estejam em desacordo com a lei de zoneamento. De acordo com dados da Jucerja, mais de 90% das atividades empresariais do Estado do Rio de Janeiro são de baixo risco. Esse dado mostra a dimensão e a importância do alvará digital.
Para outras informações, procurar a Casa do Empreendedor, na secretaria de Fazenda, que fica ao lado da Câmara de Vereadores, no antigo prédio do arquivo municipal. A Casa funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.
FECHAR ACESSIBILIDADE
%d blogueiros gostam disto: